Eu, Tu e os meus sapatos

Louca pela vida. Louca por ti. Louca por escrever. Louca por sapatos.

Category divagações

Avulso.

A panela de pressão não ficou bem fechada e fiquei com cinco dedos de altura de carne, cogumelos, cenoura e courgette carbonizados no fundo da panela. Devidamente colados à mesma para a vida toda. O resto da comida na panela estava aromatizado. A brasa. O animal (selvagem) acha que puxar os cabelos aos outros tem graça. O riso é de psicopata. Juro. O meu portátil de trabalho está tão bom

Continue reading…

Chão que é casa.

Esteve um tempo manhoso que não deixou aproveitar a relva fresca recém-cortada. Os calções não saíram da mala e valeu-me a sweat que trouxe e me lembrei de colocar no trolley já quando o estava a fechar. A caldeira e a lareira estão com a maluca por isso vamos todos a cheirar a fumo. Assim mesmo muito. O Rodrigo não saiu do chão e desconfio que engoliu três quilos de

Continue reading…

O que lá vai, lá vai.

[Nota prévia: está tudo bem] Fui feliz quando tinha sete anos e a minha única preocupação era ter a certeza de que não perdia o aparelho dos dentes durante o almoço na escola. Fui feliz quando tinha doze anos e a minha única preocupação era ter a certeza de que eu e as melhores amigas (da época) ficávamos na mesma turma. Fui feliz quando tinha dezasseis anos e namorava o

Continue reading…

É só mais um dia…

São 21h57 e sentei-me há minutos no sofá… O dia foi bom. Tão bom. (Não são todos?) Eles adormeceram na minha cama… vou dar mama ao gordo, deitada porque se assim não fosse era contractura semana sim, semana sim, em vez de ser uma de três em três meses (calhou de ser este fim‑de‑semana), ela vem sempre atrás… Quando ele acaba de mamar ela já dorme… O gordo dá três

Continue reading…