Eu, Tu e os meus sapatos

Louca pela vida. Louca por ti. Louca por escrever. Louca por sapatos.

Avulso.

A panela de pressão não ficou bem fechada e fiquei com cinco dedos de altura de carne, cogumelos, cenoura e courgette carbonizados no fundo da panela. Devidamente colados à mesma para a vida toda. O resto da comida na panela estava aromatizado. A brasa.

O animal (selvagem) acha que puxar os cabelos aos outros tem graça. O riso é de psicopata. Juro.

O meu portátil de trabalho está tão bom mas tão bom, que já ponderei tropeçar nas escadas entre reuniões. Oopsie daisies. Era uma morte santa.

O animal (selvagem) partiu um frasco de verniz no WC. Quando ela ia tomar duche e eu estava sozinha com os dois. Verniz nas paredes, verniz no tapete. Verniz na roupa. Vou entregá-lo ao zoo. (De certeza que não aceitam.)

O carro do outro esteve avariado. Com todas as consequências que isso acarreta para a logística de uma família. Guess what. Veio da oficina e está mais ou menos na mesma.

São Pedro juntou-se a mim e está a dar tudo para a operação biquíni. 2019.

O animal (selvagem) chora sempre que é contrariado. A irmã já lhe tentou explicar que cá em casa com a mãe que tem, tem muito que chorar.  Acho que além de selvagem é tonto porque claramente não percebeu a mensagem da irmã.

Boa semana pessoas!

4 Discussions on
“Avulso.”

Leave A Comment

Your email address will not be published.