Eu, Tu e os meus sapatos

Louca pela vida. Louca por ti. Louca por escrever. Louca por sapatos.

Últimos posts

tudo o que vou dizendo por aqui

Today’s Details | Breastfeeding Special

Breastfeeding Special. Ou Christmas Special! Como já é tradição, a consoada foi em nossa casa e, horas antes da enchente, aproveitámos e fomos dar o último beijo de Natal aos padrinhos da Maria e à princesa mais pequenina. E por isso sim, foi assim que passei a consoada. Já tinha testado um conjunto muito semelhante, com outra blusa e outros sapatos – que ficavam infinitamente melhor, mas para estar em

Continue reading…

Uma dúzia (menos um) | feliz 2018!

Já fomos meia dúzia. E, como dizíamos, meia dúzia é quanto basta. Mas entretanto… Hoje somos uma dúzia menos um. As duas mais recentes aquisições dormiam à hora da fotografia, mas já sentiram (e ouviram) o que é ser (e fazer) parte deste clã. Feliz 2018 para nós, para os nosso e para vocês!

Há dezanove anos, nas férias de Natal

Há dezanove anos, nas férias de Natal. Foi há dezanove anos nas férias de Natal. Não me recordo do dia exacto mas lembro-me que – ao contrário da minha habitual pontualidade britânica, cheguei atrasada. Aliás, muito atrasada. Sei que estava em casa da minha avó e demorei bastante mais a chegar de metro ao Colombo do que esperava. Se calhar não te lembras, mas entrámos em quase todas as lojas

Continue reading…

A festa de Natal e uma fada dos doces

O Quebra-Nozes. Era segredo. Surpresa. É sempre. Mas desde há um ano para cá que ela conta tudo. Literalmente tudinho. Todos os pormenores do que se passa no colégio. Inclusive os detalhes dos espectáculos. Quem faz o quê, como é a roupa daquele, o que é o que outro faz mal e o que a amiga faz bem. Leva tudo tão a sério que ensaia em casa e consegue que

Continue reading…

Feliz Natal e amor para 2018

Estamos a três dias do Natal… E o Natal vai sendo sempre vivido de forma diferente ao longo da vida, não necessariamente mais ou menos feliz. Os momentos da nossa vida são distintos e cabe-nos encontrar sempre, todos os dias – e no Natal também, motivos para sorrir (e ser mais feliz). Não vamos voltar a ser crianças e a acreditar no Pai Natal, compete-nos por isso a nós (e

Continue reading…

O primeiro aniversário da princesa…

Há um ano e uns dias éramos quatro amigas com quatro meninas. Dava um título porreiro, hein? Um ano depois, somos quatro amigas com cinco meninas, um menino e mais uma princesa a caminho. Estamos a caminhar para deixar de ter aquele problema do “jantamos segunda?”, “ahhh segunda não, tenho reunião até tarde! terça?”, “pois terça não posso, estou sozinha com as miúdas… e quarta?”, “não dá, à quarta tenho

Continue reading…

Esta és tu.

És calma, a mais calma. Não gostas de conflitos, detestas. Se puderes – e contrariamente ao que te ensinamos (não se mente Maria e ocultar é uma forma de mentira), ocultas os disparates dos outros (mesmo quando te afectam) só para que não ralhem com eles, para que não haja conflito ou um ambiente menos… zen, vá. É fácil convencer-te, corrigir-te, explicar-te. Percebes sempre que te corrigimos e depois de

Continue reading…

sofá, chá e uma manta | the sinner

Diz que vem aí um fim-de-semana frio por isso aproveitem! The Sinner é uma série de temporada única com uma Jessica Biel (a caramela – gira ainda por cima, que levou o Timberlake do mundo dos solteiros) a fazer um papelão daqueles. Bem, digo eu que é uma temporada única porque parece que já há rumores a alegar o contrário… Well, The Sinner é um drama (com qualquer coisa de

Continue reading…

Falta muito?

“Quando é que mano se senta?” “Mãe! Falta muito para o mano andar?” “Mas quando é que ele começa a andar?” Claro, a donzela é como todos os irmãos mais velhos (julgo eu), cheia de pressa e ansiosa para que o mano cresça. O Rodrigo faz 6 meses no dia 29 deste mês. Decidimos há uns dias que no dia de Natal vamos devagarinho terminar com a amamentação exclusiva, tal

Continue reading…

O paraíso aqui aos meus pés.

Não são raras as vezes em que recebo emails  ou mensagens que me deixam sem fôlego. A minha dor não me tornou imune à dor dos outros. Mas não sou guru, terapeuta ou especialista para saber ensinar a viver depois da morte. Na verdade, nem antes, nem depois. Posso ter a sensação que tenho (e certeza até) de que esta é a melhor forma de estar, a melhor forma de

Continue reading…