Eu, Tu e os meus sapatos

Louca pela vida. Louca por ti. Louca por escrever. Louca por sapatos.

Últimos posts

tudo o que vou dizendo por aqui

Conversas da Maria

Sexta-feira a meio da tarde lembrei-me que podíamos sair para jantar fora os dois. Por razão nenhuma, só porque sim. Alinhei a logística dos miúdos com os avós e marquei o restaurante no The Fork. Chegámos a casa relativamente cedo mas a Maria já estava naturalmente a dormir. Sábado de manhã, entra de mansinho no quarto e depois a correr até à nossa cama. – Oh mãe! Onde é que

Continue reading…

Histórias do pequeno selvagem…

Com a Maria, os cintos da cadeira da papa nunca foram estreados… Com ele… Há duas semanas o pequeno selvagem achou que era o Tarzan nas lianas e atirou-se da cadeira da papa em voo… Pai, mãe e irmã na cozinha, todos a centímetros dele e aconteceu. Vá, vamos dar uso aos cintos. Apertados sempre e muito bem ajustados. Agora além de Tarzan, descobri que ele pensa que é contorcionista…

Continue reading…

sofá, chá e uma manta | the mechanism

O Mecanismo podia chamar-se a Operação Marquês… É uma série brasileira (mas asseguro que têm de pôr legendas ou aumentar significativamente o volume se querem perceber) sobre, claro!, a corrupção e as teias e extensão da mesma. Dizia eu, é efectivamente assustadora a similaridade com o que temos visto nas últimas semanas no Jornal da Noite. Vejam e digam-me. O escândalo político brasileiro que temos vindo a  conhecer nos últimos

Continue reading…

Today’s Details

Na realidade não são de hoje, mas podiam ser… O casaco, usado inúmeras vezes (hoje também!) continua a ser uma paixão da estação. Os calções, intemporais. O cabelo, que tem sido referido, fica para outras núpcias. Desse lado? Alguma paixoneta por uma peça em particular?

Dez meses de Rodrigo

Dez. Dez meses de ti. Há dez meses tinhas acabado de saltar cá para fora… Minutos de vida. Amor infinito. Há um ano estava grávida de sete meses. Contava os minutos para o Go Live do projecto mais ansiado dos últimos meses. E, em simultâneo, desejava que passassem assim muuuuuito devagarinho… Quase como a preguiça do zootropolis. Não que não estivesse louca por te ter nos braços. Claro que estava.

Continue reading…

Histórias do pequeno selvagem…

Em casa, na sala. Um bebé com 9 meses. Dois adultos na sala. A minha sogra. A empregada. Viram-se dois segundos para falar sobre a limpeza da varanda da sala. Voltam-se novamente para a sala. Pequeno selvagem com a ficha do foco de luz deste vaso na boca e os dedos metidos na tomada. Está a ver se deixa de ter caracóis e passa a ter cabelo espetado.

Tempo meu. Tempo nosso.

30 dias. Trinta dias desde que deixei de ser mãe em exclusivo. E hoje foi o primeiro dia em que me senti dona do meu dia, das minhas horas, da minha agenda, da minha vida. O balanço é mais do que positivo. O Rodrigo ainda precisa muito de mimo e de carinho (como qualquer bebé) mas eu estava a precisar muito de ser dona de mim outra vez. Felizmente reuniram-se

Continue reading…

Conversas da Maria

Ontem de manhã quis ir comigo ao cabeleireiro. Chegámos, sentei-me para lavar a cabeça, ela senta-se na cadeira ao lado. – Mãe dás-me o telemóvel? – Não Maria. – Oh mãeee. – Maria já disse que não, não insistas. – Oh mãe, mas não tenho nada para fazer! – Maria, a televisão está na MTV, vai ver música. – Oh mãeeee, não quero. – Como não queres? Era o que

Continue reading…

Uma espécie de toca e foge

Os meus dias não têm vinte e quatro horas. Têm quarenta e oito. E já calhava bem se desse para estender até às setenta e duas. Sinto que ando por aqui num limbo. Uma espécie de toca e foge que ainda não aprendi bem a jogar. Ser a Vanessa. Ser a Vanessa mulher. Ser a Vanessa casada. Ser a Vanessa mãe da Maria. Ser a Vanessa profissional. Ser a Vanessa

Continue reading…

O último fim-de-semana de chuva?

Os dias cinzentos perseguem-nos. (Ou nós perseguimos os dias cinzentos.) Ontem foi mais um dia a acelerar. Esforcei-me por sair às 16h (o milagre aconteceu e consegui), fui num tirinho dar um toque às pestanas. Apanhei a Maria no colégio e seguimos para casa. Enquanto ela via televisão, preparei as malas para o fim-de-semana. Ele chegou, carregámos o carro e fomos buscar o gordinho à avó. Tróia e o Aqualuz estavam

Continue reading…