Eu, Tu e os meus sapatos

Louca pela vida. Louca por ti. Louca por escrever. Louca por sapatos.

De olhos (em bico) no Mosteiro dos Jerónimos

Não faço parte do grupo de vozes iradas que se escutam (e lêem) contra o turismo e os turistas – em particular em Lisboa. Nem mesmo depois de já praticamente ter desistido de me mudar para o centro da cidade por causa da inflacção louca que se vive no mercado imobiliário. Atenção, é louca, não é absurda. Isto é a lei da procura e da oferta a funcionar. É verdade que o turismo é o catalisador da coisa mas é o que é. Lei da procura e da oferta. Princípio básico de economia. Ponto final parágrafo. E ainda bem.

Mas agora li que parece que há turistas muito indignados com algumas das atracções turísticas do país e saltou-me à vista o Mosteiro dos Jerónimos.

Oh pessoas, no que vocês foram tocar! Epá não tem nada para ver? Há filas? É frio e escuro? Então ponham-se a léguas! É que não me livrei de ser fotografada por um bando de asiáticos no dia do meu casamento (em calhando estou numa qualquer moldura numa sala de estar do outro lado do mundo), não me livrei da confusão à porta no dia do baptizado da Maria e vai-se a ver e até pode ser que me livre desse espectáculo no baptizado do Rodrigo!

Pensem nisso com carinho, sim? Já que o Mosteiro é frio, ide comer um pastelinho ali ao lado que estão sempre a sair e ainda por cima quentinhos!

3 Discussions on
“De olhos (em bico) no Mosteiro dos Jerónimos”

Leave A Comment

Your email address will not be published.